segunda-feira, 1 de julho de 2019

Real: Há 25 Anos no Comércio


Hoje fazem exatos 25 anos de circulação do Real, a moeda do Brasil contemporâneo com maior longevidade, superando os 24 anos e 3 meses do Cruzeiro. Após uma batalha de cerca de uma década contra a hiperinflação que corroía nossa economia, o Plano Real foi o único com sucesso a deter uma taxa de juros de quatro dígitos para patamares de países desenvolvidos. 

Curiosamente, a mudança não foi instantânea ou com data única para tal empreitada. Desenvolveu-se uma espécie de "moeda-embrionária", a qual os valores iam sendo convertidos aos poucos, até fixar num índice estável, o URV (unidade Real de Valor), servindo para fazer o movimento de transição entre as duas moedas (Cruzeiro Real x Real).

*Cédula de 50 mil cruzeiros reais, última da série impressa antes do advento do Real

Após 25 anos, e de diversas experiências fracassadas, como os planos Collor, Cruzado, Verão, etc... etc... o Real segue a colher os louros de uma sólida política monetária que consolidou-a como um sucesso coletivo, de uma equipe de economistas, como Pérsio Árida e Gustavo Franco, sob o comando do então Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso.


Nem jogo da Copa de 1994 era motivo de folga. “Passei boa parte da Copa no BC. Participei de uma reunião pouco antes de um jogo da seleção, e o diretor fez demandas que deveriam ser atendidas antes do intervalo da partida”, lembra Túlio Maciel, chefe do Departamento Econômico. Foi preciso um bocado de esforço para organizar todo o sistema bancário para a adoção do real.



Fontes:

 https://www.bcb.gov.br/detalhenoticia/357/noticia?fbclid=IwAR2H-duTy035VbKBkR3nIriDRMgWiwMJw63paqWoM4Oy0C_PAfErSGjkE3M

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/06/real-25-e-a-moeda-mais-longeva-da-historia-recente-do-pais.shtml?fbclid=IwAR32OYWL4m55TYhrz3Ng3GyQou6qoK-QlJLx7lkho75uxsNge5WX9lRhJJ0

sábado, 16 de setembro de 2017

Falece Pedro Pinto Balsemão

Faleceu nesse dia 16 Pedro Pinto Balsemão, bastante conhecido no meio numismático por fazer réplicas de moedas raras e famosas. Foi empresário no ramo de gravações em metais e afins. Nasceu em Porto Alegre em 31/01/1931. Profissional em gravar aço. Fundou sua empresa no ano de 1952, em São Leopoldo - RS. Era aposentado, e dedicava-se ao estudo das moedas e medalhas do Brasil, pertencendo a diversas entidades numismáticas. Participou periodicamente de encontros de colecionadores, onde tinha a oportunidade de aperfeiçoar seus conhecimentos. 


Possuía farta literatura sobre o tema numismático o que proporcionava estar sempre atualizado nos assuntos referentes. Sempre que solicitado proferia palestras e exposições sobre a história de nossas moedas, considerando-se um verdadeiro entusiasta em se tratando de discutir, opinar e conhecer cada vez mais o que julgava ser um emocionante tema. Era Sócio do Clube Filatélico e Numismático de Taquara, onde ocupou o cargo de 2º Vice-Presidente.

Fonte: http://www.cfnt.org.br/curriculo_ppb.html

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Feliz dia do Numismata

Aos amigos, mais uma vez fica aqui nossa felicitação a todos os colegas numismatas! Parabéns!!!






































Joseph Pellerin um dos maiores numismatógrafos franceses.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Tesouro Romano Encontrado no Sul da Espanha

Trabalhadores encontraram nesta quarta-feira em Tomares (Andaluzia, sul da Espanha) dezenove ânforas romanas com 600 quilos de moedas de bronze do fim do Século III e início do Século IV, que segundo as primeiras hipóteses podem ter sido destinadas ao "pagamento do exército".

*Uma das ânforas encontradas na vala aberta pelo trator

É um achado considerado único em Espanha, provavelmente no Mundo, de acordo com os arqueólogos. São 19 ânforas romanas, 10 em perfeito estado de conservação, cheias de moedas com cerca de 1500 anos, muito bem conservadas.

As moedas têm num dos lados a imagem de um imperador e no reverso alegorias romanas. As moedas, provavelmente cunhadas no Oriente, estão em "flor de cunho", um termo da numismática que significa que nunca foram postas em circulação, que têm pouco desgaste.

As ânforas são de tamanho inferior às normalmente usadas pelos romanos para acondicionar cereais ou transportar vinho e estavam acondicionadas num espaço escavado para o efeito.








* Fotos do local do achado

"A grande maioria são recém cunhadas e provavelmente algumas têm banho de prata, não apenas de bronze", disse Navarro.

"Há muitas hipóteses" sobre estas moedas sem uso, disse a especialista, explicando que "podem estar relacionadas a pagamentos ao exército ou com algum tipo de entidade pública da administração do Estado".

O tesouro, enviado para o Museu Arqueológico de Sevilha, foi descoberto acidentalmente durante uma obra no parque de Zaudin, em Tomares, arredores de Sevilha, na quarta-feira.

Segundo a Conselheira do Urbanismo de Tomares, Lola Vallejo, o achado "foi pontual", pelo que as obras foram retomadas esta quinta-feira.

Fontes: http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/ciencia/2016/04/28/tesouro-de-600-quilos-de-                moedas-romanas-aparece-no-sul-da-espanha.htm
             http://www.jn.pt/mundo/interior/tesouro-romano-encontrado-por-acidente-em-caminho-                      5148018.html


terça-feira, 1 de setembro de 2015

Moeda Celebra o Mais Longo Reinado da Inglaterra

A casa da moeda do Reino Unido (Royal Mint) lançou nesta terça-feira (1º) uma edição especial de moedas que celebra o reinado de Elizabeth II, que está muito perto de se transformar no mais longevo da história britânica.

Coroada em 2 de junho de 1953, no próximo dia 9 de setembro a soberana, de 89 anos, terá reinado durante mais tempo que sua tataravó, a rainha Victoria (1819-1901), que esteve no trono durante 63 anos e 216 dias.

A peça de prata, com um valor de 20 libras (cerca de R$ 112), mostra os cinco retratos de Elizabeth II que apareceram em moedas e bilhetes britânicos desde sua coroação.

"Este evento histórico não só é memorável para a nação, mas para a fábrica de moeda, que cunhou moedas de reis e rainhas britânicos nos últimos mil anos", disse Shane Bissett, diretor de Medalhas e Moedas Comemorativas da Royal Mint.

"Exceto algumas lembranças extra-oficiais em homenagem à rainha Victoria em 1897, nunca foram produzidas moedas para marcar que um monarca se transforma no mais longevo em seu país. Isso torna estas moedas ainda mais distintivas", disse Bissett.

O desenhista da nova peça de prata, Stephen Taylor, assinalou que seu objetivo era "transmitir como Elizabeth II foi amadurecendo através de suas efígies nas moedas".

"Combinar os cinco retratos foi um desafio, já que sua composição é bastante distinta. Varia a forma como estão delineados, seu tamanho, a coroa que leva a efígie e outros detalhes", afirmou Taylor.

Fonte: G1.globo.com

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Inglaterra Lança Moeda Comemorando o 2º Ano do Pequeno George

A Royal Mint, a fábrica de moedas da Grã-Bretanha, coloca à venda a partir desta quarta-feira, 15, uma edição limitada de moedas de prata comemorativas pelo segundo aniversário do príncipe George, que será celebrado na próxima quarta-feira.


Os dois anos do primogênito de William e Kate, o terceiro na linha sucessória, serão marcados por uma tiragem de 7.500 peças de prata de cinco libras (R$ 24) que serão vendidas no site do órgão por 80 libras (R$ 393) cada uma.

O diretor da iniciativa, Shane Bisset, afirmou que a escolha do tipo de moeda tem relação com uma tradição britânica. “A tradição manda fazer uma cruz na mão dos recém-nascidos com uma moeda de prata para desejar uma vida de prosperidade e boa saúde”, contou.

No modelo comemorativo, uma face traz a imagem de São Jorge e a outra o retrato atual da rainha Elizabeth II. De acordo com Bisset, o santo foi escolhido para aparecer na moeda, pois Jorge é um nome “fortemente vinculado” à história da monarquia e à cunhagem das moedas.

Fonte: http://internacional.estadao.com.br/